Aqui nada vendemos e nada pedimos. Não somos uma religião, seita, grupo, família ou qualquer forma de segregação.
Aos que buscam alguma liderança, este não é o espaço.
Aqui sugerimos que cada um, através de seu próprio esforço, faça bom uso ou não do que publicamos.
Não conduzimos, não ensinamos, não damos respostas, não acomodamos, não combatemos e não funcionamos no modus operandi deste mundo.
O material publicado é aberto a todos sem qualquer condição, cabe a cada um ter o comando da sua vida e seus atos.


O Silêncio mental permite que você ouça todas as suas respostas.

domingo, 19 de agosto de 2012

A VERDADE NA CARA - POR IRMÃO K





IRMÃO K - 09-05-2012

A verdade não será mais somente uma apreciação ou um julgamento (com base em suas experiências passadas, seus humores e seus afetos, assim como eu a defini) mas, muito mais, a Verdade da experiência que é vivida. Isso ultrapassa largamente o quadro do sentir, o quadro da intuição, que, ele também, se refere ao que é veiculado em sua própria experiência: a verdade de um não é a verdade do outro, no relativo.

Ver a Verdade na cara, é aceitar se desfazer de tudo o que era válido, ainda ontem, a fim de penetrar os novos campos de experiências que estão e vos são propostos, aqui mesmo, nesse corpo, aqui mesmo, sobre este mundo.
Ver a Verdade na cara, e a viver, vai, portanto, se assimilar (por assim dizer) aos aspectos da Consciência, diretamente, e não mais, aos aspectos afetivos, emocionais, ou dos quadros de referências provenientes de vosso mental e de vossas experiências.
Pode-se dizer também que a Verdade aparecerá no grande dia. Isso participa também do desenvolvimento, que está em curso, referente a tudo o que foram as falsas verdades, como ao conjunto de crenças às quais vocês têm aderido, até o presente.

A Verdade que se manifesta, e que se manifestará mais e mais, não permitirá mais a fuga. Ela exigirá, de vocês, uma qualidade de Transparência, de Humildade e de Simplicidade tal, que vocês não poderão fugir dessa responsabilidade, que vocês não poderão escapar, de maneira alguma, dessa Verdade.

Essa Verdade concerne a vocês, tanto, você, no que você É, como você em suas relações, aqui mesmo, sobre esta Terra.

Tudo o que tinha sido aceito anteriormente, e condicionado como uma regra moral ou normal, vai literalmente voar em cacos. Para deixar lugar ao que eu chamaria de face a face com a Verdade, que é, de alguma forma, uma evidência Vibratória, uma evidência da Consciência. Que não corresponde, mais uma vez, a nenhum quadro conhecido.
Vocês serão, de alguma forma, confrontados com vocês mesmos, em suas próprias Sombras, em suas próprias ausências de Luz, nos julgamentos despedaçados, relativamente aos vossos quadros de referências incluídos em uma causalidade.

A Verdade fora da causalidade. Ela reentra na Liberdade, na evidência, na Transparência, assim como na Humildade, na Simplicidade e Espontaneidade.

Isso significa que vocês não podem mais produzir um juízo de valor sobre o que quer que seja, para fazer uma verdade, mas que a Verdade se imporá ela mesma, como uma evidência, em toda Transparência, e sobretudo, em toda Espontaneidade.

A Espontaneidade faz com que a Verdade, que se desdobra e se desenvolve, em vocês e ao redor de vocês, faça cair, de alguma forma, as últimas máscaras e as últimas ilusões.

Ilusões e máscaras que não são para serem julgadas, não mais, porque elas pertencem a um antigo modo de funcionamento, sobre o qual se sobrepõe um novo modo de funcionamento, que não está ainda atualizado para o conjunto da Terra.

Ver a Verdade na cara, é, muito exatamente, reunir essa Transparência e essa Espontaneidade. Que diz respeito à sua relação consigo mesmo, sua relação com o outro (qualquer que seja), ou com um grupo, ou com o mundo inteiro, é exatamente o mesmo princípio que operará, fazendo-os passar da causalidade à Liberdade.

Essa Liberdade, que está diretamente relacionada (como eu já disse), com uma Liberação do conhecido. Fazendo-os acessar a Liberdade do Desconhecido, se tal é sua escolha, se tal é a sua capacidade.

Ver a Verdade na cara, não é mais julgar, porque ela se impõe por ela mesma como uma evidência, e como evidência vem, também, varrer tudo o que havia sido estabelecido como regra, como quadro, como limite, no momento anterior.

Ver a Verdade face a face, os coloca nesse estado de Transparência totalmente inédito para o humano. Claro, o ser humano reivindica a Transparência, em suas ações, em seus atos, em suas relações. Mas, bem evidentemente, essa Transparência, inscrita na causalidade, foi, de alguma forma, velada, também, pelos afetos, pelas emoções, pelas crenças, pelo próprio mental.

É justamente tudo isto que vai desaparecer. Colocando-os, de alguma maneira, nus. Obrigando-os, de certa forma, a aceitar sua Liberdade.

A Liberdade não é uma escolha. A Liberdade é a aceitação da evidência da Verdade, em suas vidas, que vai conduzi-los a manifestar mais e mais o bem estar, em todos os sentidos do termo e também, mais e mais a Alegria e também, mais e mais a Espontaneidade, a Transparência.

Todas as barreiras que haviam sido erguidas, dentro de suas próprias construções, devem desaparecer. A personalidade dá lugar, em totalidade, ao Estado de Ser.

Lembrem-se: essa noção de Espontaneidade, bem mais do que de Fluidez, vai preencher a vocês, a suas vidas, a partir do instante em que não existir mais a menor dúvida, o menor medo, o que é o caso quando vocês aceitam ver a Verdade na cara e quando vocês estão a caminho, de algum modo, ao abandono do Si.
Tudo isso acontece para todo o mundo, sobre esta Terra.
Claro que, dependendo das resistências que estarão presentes na personalidade, isto não será necessariamente fácil, de imediato. Mas a partir do momento em que vocês aceitarem deixar a ação / reação, a partir do momento em que vocês aceitarem deixar o que vem de suas experiências passadas, onde toda noção de utilidade relacionada a uma verdade relativa que serviria para desservir um outro Irmão ou um outro grupo social ou afetivo; se passará na maior das facilidades.

Ver a Verdade na cara, é não mais depender de uma experiência passada, é não mais depender do conhecido, qualquer que seja, mas depender unicamente do momento da Vibração na própria Consciência.

E é então a Vibração da Consciência ela mesma , além da Vibração do Coração, que lhes dará a Viver essa Verdade, a ver face a face, a aceitar, integrar e, por vezes, transcender, se ela vem em contradição ou em oposição com o que foi estabelecido dentro dos quadros de referências anteriores que, como eu disse, vão desaparecer, completamente.

Ver a Verdade na cara, é também aceitar que todos os eventos que ocorrerão sobre esta Terra são bem reais, independentemente das informações ou das desinformações que possam existir.

Guardem isso: a partir do momento em que vocês têm que ver uma verdade na cara, ela não está lá para desestabilizá-los, para destruir, mas ela está lá para transmutar a suas maneiras de ver, modificar seus pontos de vista e modificar as suas capacidades, de alguma forma, para estabelecê-los no Coração, de maneira estável, definitiva, sem retorno possível ao que era antes.

Mesmo que a oposição é descrita como violenta, inicialmente, porque o outro tem de se reajustar, aberto ou não (entre aspas), você vai perceber muito rapidamente que este aspecto de si mesmo, que transcende as verdades relativas, que os instala na Morada da Paz Suprema, não pode deixar ninguém preso, do lado exterior, desse estado, fazendo e colocando em evidência a Lei de Ação da Graça, mas também a Lei da Ressonância, ao mesmo tempo, como nunca você conheceu.

Enquanto você faz um esforço para ser Transparente, enquanto você faz um esforço para ser Espontâneo, você não entrará no contexto de que eu lhes falei.

A Verdade Absoluta não decorre de um trabalho. Ela decorre diretamente da instalação d
a Onda da Vida (que, eu o lembro, não depende de você), em conjunto com a Vibração Supramental.

IRMÃO K - 09-05-2012


Resumo da mensagem de Irmão K no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1436
09 de maio de 2012
(Publicado em 10 de maio de 2012)
Tradução para o português: Ligia Borges
Compilação e edição: Josiane Oliveira - fontedeunidade.blogspot.com.br
http://minhamestria.blogspot.com

11 comentários:

  1. Esta simples frase "Tudo o que tinha sido aceito anteriormente, e condicionado como uma regra moral ou normal, vai literalmente voar em cacos..." deveria estar gravada a ferro e fogo na consciência. Teria evitado o circo que assistimos recentemente.
    Rendo graças MM. Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Rendo graças ao MM e a todos e assino embaixo do comentário da Margarida, totalmente pertinente

    Magda

    ResponderExcluir
  3. Como minha sobrinha de 3 anos tem dito recentemente e espontaneamente: BUNDA NA CARA DE TODO MUNDO!!! Se cada um tem que cuidar de seu CU, e as experiencias de cada um levarão à um estado particular individual, é um BUNDA NA CARA, individual. Depois com o Choque da Humanidade, é vai vir uma BUNDA COSMICA se esfregar na CARA de todo MUNDO!!! Eita, que beleza!!!
    Essa minha sobrinha falando coisas, e só faltava o código para decifrar. Valeu AD!
    Abs, Anthonio/Thais/Ana

    ResponderExcluir
  4. As verdades aparecem a cada minuto e as mascaras caem na mesma medida.

    Apareceu, REFUTA FILHO DA PUTA

    Abraços a Anthonio, Thais e Amadinha e saudações ao AD - Graças a Ligia e Josiane.

    Ari

    ResponderExcluir
  5. Sem palavras...Grande Irmão K.

    Rendo Graças pela importante repostagem.

    Além, muito Além!...

    ResponderExcluir
  6. Esta mensagem deveria ser lida e apreendida por todos da 3DD, porém ainda há os adormecidos e os resistentes que preferem continuar elevando seus egos e personalidades, sem acreditarem que as máscaras vão cair diante da Verdade que se instala.

    Sandra Fátima

    ResponderExcluir
  7. Oi pessoal
    Novamente eu estava há dias sem computador, chegando agora e parece que muita coisa aconteceu. Me atualizando aqui com as mensagens, e depois me intero melhor dos acontecimentos.
    Passando só pra dar um salve.
    Bora trabalhar
    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  8. È isso aí irmão k, a "verdadeira verdade" é esta : sem crenças, sem regras, sem filtros ou seja sem as máscaras, que minuto a minuto estão todas caindo. O circo foi violento, mas ele mesmo disse que é uma forma de se reajustar.

    Abraços ás sementes e ao MM ,sem contar um bem forte as queridas e querido tradutor.

    Valéria

    ResponderExcluir
  9. A verdade deixa de ser verdade a cada momento.
    Pelo simples fato refuttável de que ela nunca existiu.
    REFUTA FDP.
    Rendo graças!!!

    ResponderExcluir
  10. ótimo resumo, apreendendo mais e mais
    e pra lembrar : REFUUUUTA FILHO DA PUTA!!
    Abçs!

    ResponderExcluir
  11. Apenas Ser. Desnudar, aceitar a verdade e liberdade.
    Rendo Graças ao MM.

    Pedro Serpa.

    ResponderExcluir

Fala persona: